Quinta-feira
21 de Outubro de 2021 - 

ÁREA RESTRITA

Insira seu login e senha de acesso ao software jurídico

Newsletter

Artigos e Notíciais

Ouvidoria da Mulher: acompanhamento das manifestações é feito de forma on-line

A Ouvidoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Mato Grosso está à disposição das mulheres vítimas de violência doméstica e de todo o cidadão que desejam realizar denúncias, solicitar informações sobre andamento processual nas varas afetas ao tema, fazer sugestões, reclamações ou tirar dúvidas. É um canal facilitado que garante o acesso à Justiça. O acompanhamento das manifestações é feito de forma virtual.   Qualquer demanda deve ser feita utilizando o aplicativo ClickJud , o banner da Ouvidoria da Mulher, na página principal do TJMT  ou o e-mail: ouvidoria@tjmt.jus.br.   Para acompanhar a manifestação ou saber a resposta da sua demanda basta acessar o link: https://cia.tjmt.jus.br/Publico/ConsultaPublica/Index.aspx desde que no registro da manifestação não tenha optado pelo sigilo dos dados.   Atribuições da Ouvidoria da Mulher - Receber informações, sugestões, reclamações, denúncias, críticas e elogios sobre as atividades do Poder Judiciário relativas à violência doméstica; receber reclamações referentes à falta ou à inadequação/morosidade dos atendimentos no âmbito do Poder Judiciário e diligenciar junto aos setores competentes; receber denúncias de violência doméstica ou de violação aos direitos da mulher e encaminhá-las aos órgãos competentes para que se proceda a devida apuração e informem para a interessada quais as providências adotadas e; promover campanha de sensibilização de violência doméstica contra a mulher e propor parcerias com as instituições envolvidas no enfrentamento à violência contra a mulher, para o aperfeiçoamento dos serviços prestados à sociedade nessa área.   Quebre o Ciclo – O TJMT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas, lançou em março deste ano a campanha permanente ‘A vida recomeça quando a violência termina: quebre o ciclo’, para enfrentamento da violência doméstica contra a mulher com a ajuda de persos órgãos e instituições parceiras. O objetivo é propagar mensagens como a importância da denúncia para romper o ciclo da violência contra a mulher. O fortalecimento de ações como esta, voltada à violência contra a mulher, é uma das seis diretrizes da atual gestão do Poder Judiciário estadual (biênio 2021/2022).   Leia mais sobre o assunto nos links abaixo:   Manifestações recebidas pela Ouvidoria da Mulher são encaminhadas para setores competentes     Manifestações na Ouvidoria da Mulher devem ser identificadas     Confira quais manifestações podem ser feitas na Ouvidoria da Mulher        
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia